terça-feira, junho 7

Desculpem, mas...

...um pouquinho de política não mata ninguém.

Então, let's go.
O tesoureiro do PT, Delúbio Soares,dava mesada para alguns parlamentares, como afirma Roberto Jefferson, presidente do PTB e principal alvo da CPI dos Correios, ou não?
Não sei.
E a verdade é que ninguém nunca saberá. Afinal, quando se cai, muitas pessoas se agarram a qualquer coisa para não cair ou para amenizar sua queda. É o que Jefferson está fazendo.

Sobre tudo isso, só duas certezas:
1 – O PT está se mostrando, aos poucos, um partido mal articulado, infelizmente. Não tem tido o jogo de cintura necessário para receber o bombardeio que é uma oposição forte, como o próprio PT era. Em uma nota, dizem uma coisa, na nota seguinte, afirmam outra. Cada pessoa do PT fala uma coisa. Não há unidade política. O PT, hoje, é vários partidos dentro de um só. E passa a impressão de desorganização.
Como exemplo, poderiam ver a atitude de Pedro Corrêa, presidente do PP, que deu apenas uma declaração em nome do partido. Declaração bem articulada, demonstrando despreocupação com a acusação (dando assim mais credibilidade a si e desacreditando Roberto Jefferson) e capacidade de articulação. Depois, vieram seus correligionários e deram outra declaração que demonstra, acima de tudo, unidade partidária.
O PT acusa a si mesmo. E perde poder.

2 – Outra certeza é que, depois disso tudo, meu filho, caso um dia ele realmente exista, nunca terá nem o nome de “Roberto”, nem de “Jefferson”.


Obs.: Sou petista assumido e acho o PP uma bomba. Mas devo reconhecer, com muita tristeza, que a casa caiu.

2 comentários:

  1. Compartilho da mesma tristeza. Essa desorganização no PT dá brecha para que todo tipo de especulação e manipulação aconteça. E quem perde com tudo isso? O Brasil, é claro.
    Ainda bem que o meu "filho que ainda não veio" se chamará Miguel... :)

    ResponderExcluir
  2. Cuidado!
    Miguel é o nome do filho do Arlindo Chinaglia.
    :o)
    Mas relaxa.
    Esse Miguel, pelo menos, é uma ótima pessoa.

    ResponderExcluir