sábado, fevereiro 18

Voando

- Como se faz para voar tão alto? – perguntou o mais novo.
- Não sei explicar.
- Mas você acabou de voar! Eu tento todo dia, todos os dias, nunca consigo, sempre caio.
- Tem coisas que você simplesmente faz. Vem de dentro. É com o coração. Não se pára para pensar antes de fazer algumas coisas. Não é tudo que fazemos com o raciocínioto. Eu nunca parei para pensar antes de voar. Enquanto estou voando, lá no alto, eu não penso em como fazer; simplesmente começo a fazer. E quando vejo, já voei.
- Eu queria tanto conseguir voar...
- Por isso não consegue. Fica ansioso demais.
- Então eu nunca voarei?
- Sim. Voará. Você só precisa aprender a relaxar.
- E só relaxar?
- E acreditar que você pode. Se você acreditar que poderá voar e relaxar, quando você não perceber, estará lá no alto, comigo. Tchau.

Alguns meses depois, deitado na grama de um parque qualquer, completamente relaxado, o mais novo ouvia uma música ao longe e começou a sonhar que estava voando. Sonhou com tanta força, que acreditou que fosse verdade. Quando deu por si, continuava deitado na grama.

Ele nunca voou.

5 comentários:

  1. por um momento achei que era fernão capelo gaivota; ai achei que podia ser um fragmento da erva do diabo; ai percebi que só um Beck escreve assim.

    ResponderExcluir
  2. Léo,
    Estou aí na luta. Espero a ajuda de vocês pra botar esta gang fora do poder.

    ResponderExcluir
  3. Léo(acho que é Léo), "show, os seus textos". Criei um link aqui no meu blog, para que outros possam ler também!
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  4. Joel, é léo mesmo.
    Seja bem vindo. E muito obrigado pelo elogio e pela divulgação.

    Ex-Petista, boa sorte. Mas colocar quem?

    Vanessa, quanto tempo...
    ;O)
    Realmente só um Beck, mmo. Hehehehe

    ResponderExcluir
  5. Amei o texto. vou postar em meu blog, COM OS DEVIDOS CRÉDITOS.
    Beijos.

    ResponderExcluir